sábado, 21 de maio de 2011

O NASCIMENTO DE UM POEMA

Para limpar de meu ser
toda malha de sensações
que é tecida no pulsar dos dias,
Jogo na brancura da folha
todo meu sentir camuflado em palavras…
Transgrido a pureza do papel,
maculo-o com o negro da tinta
que carrega cada fragmento dissoante de mim.
O resultado disso? O nascimento de um poema.


(Michelle Buss)


.

3 comentários:

  1. oi adorei teu blog
    te sigo
    me visita e segue?
    bjos

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, de verdade..
    meus parabéns...

    ResponderExcluir